A “Corrupção” do Sistema Penal: o caso brasileiro
PDF

Palabras clave

Comportamento divergente
Exclusão social
Teoria dos Sistemas.

Cómo citar

Torres, A. P., & Prates, F. (2012). A “Corrupção” do Sistema Penal: o caso brasileiro. Civilizar: Ciencias Sociales Y Humanas, 12(23), 49-66. https://doi.org/10.22518/16578953.101

Resumen

Buscamos, no presente artigo, a partir de uma análise sociológica do direito penal, refletir sobre como a exclusão social influi na própria configuração do crime e do criminoso. A nossa hipótese, baseada na Teoria dos Sistemas de Niklas Luhmann, é que existe, principalmente nas denominadas “periferias” da modernidade, uma “corrupção” do sistema penal, na medida em que o mesmo opera com distinções que lhe são estranhas, incluindo somente pessoas excluídas dos demais sub-sistemas sociais. Baseamos a pesquisa em dados oficiais sobre o sistema penitenciário e penal brasileiro, dados este que corroboram as impressões derivadas da pesquisa de campo.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.22518/16578953.101

https://doi.org/10.22518/16578953.101
PDF

Citas

Baratta, A. 1993. Criminología Crítica y Crí- tica del Derecho Penal. México: Siglo Veintiuno Editores.

Comissão Parlamentar de Inquérito do Sistema Carcerário de Minas Gerais. 1997. Rela- tório. Belo Horizonte, Diário do Executi- vo, Legislativo e Publicações de Tercei- ros, 13, set, 35-44.

Corsi, G., De Giorgi, R. 1998. Ridescrivere la Questione Meriodionale. Lecce: Pensa Multimedia Editore.

Centro de Estudos de Criminalidade e Segu- rança Pública - Crisp. 2001. Informativo. Belo Horizonte, UFMG, Ano 0, 1.

De Giorgi. R., Luhmann, N. 1993. Teoria della societá. Milano: Franco Angeli.

De Giorgi, R. 1996. Modelli giuridici dell’ugualianza e dell’equità. Sociologia del Diritto, 1.

De Giorgi, R. 1998. Risco, mal-estar e desvio: reflexões sobre a violência e os menores. Porto Alegre: Sérgio Fabris Editores.

De Giorgi, R. 1997. Redes de la Inclusión. Co- lóquio Internacional “Redes da Inclusão: a construção social da autoridade”, México.

Durkheim, E. 1982. O Suicídio. Rio de Janeiro: Zahar Editores.

Durkheim, E. 1995. As regras do método socio- lógico. São Paulo: Martins Fontes.

Goffmann, E. 1988. Estigma. Rio de Janeiro: Editora Guanabara.

Goifman, K. 1998. Valetes em slow motion. Campinas: Editora da UNICAMP.

Herkenhorff, J. B. 1998. Crime; tratamento sem prisão. Porto Alegre: Livraria do Advogado.

Hulsman, L., Celis, J. B. 1993. Penas Perdi- das: o sistema penal em questão. Niterói: Luam Editora.

Human Rights Watch. 1998. Relatório O Brasil atrás das Grades. Rio de Janeiro.

Lamnek, S. 1980. Teorías de la criminalidad. México: Siglo Veintiuno editores, 1980.

Luhmann, N. 1983. Sociologia do direito I. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

Luhmann, N. 1985. Sociologia do direito II. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

Luhmann, N. 1990. La differenziazione del di- ritto. s.l.: Società editrice il Mulino.

Luhmann, N. 1994. El derecho como sistema social. No Hai Derecho, ano V, 11, 29-33.

Luhmann, N. 1998. Causalità nel Sud. Lecce: Pensa Multimedia Editore. In: Corsi, G., De Giorgi, R. Ridescrivere la Questione Meridionale. Lecce: Pensa Multimedia Editore, 91 – 121.

Magalhães, J. N. 1997. O Paradoxo da Sobe- rania Popular: o Reentrar da Exclusão na Inclusão. Colóquio Internacional “Redes da Inclusão: a construção social da auto- ridade”, México.

Ministério da Justiça. 2006. Mapa-Crime: Aná- lise das Ocorrências Registradas pelas Polícias Civis (Janeiro de 2004 a Dezem- bro de 2005). Disponível em: http://por- tal.mj.gov.br.

Ministério da Justiça. 2008. Dados Consolida- dos do Sistema Penitenciário no Brasil. Disponível em: http://portal.mj.gov.br.

Molina, A. G., Gomes, L. F. 1997. Criminologia. 2 ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais.

Molina, A. G., Gomes, L. F. 2011. Criminologia. 7 ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais.

Paixão, A. L. 1987. Recuperar ou punir? : como o Estado trata o criminoso. São Paulo: Cortez Autores Associados.

Secretaria da Justiça do Estado de Minas Ge- rais e Conselho de Criminologia e Políti- ca Criminal. 1998. Censo Criminológico. Belo Horizonte: Del Rey.

Zaffaroni, E. R. 1996. Em busca das penas per- didas. Rio de Janeiro: Revan.

Una vez publicado, los derechos de impresión y reproducción son del Universidad Sergio Arboleda. Es potestativo del editor permitir la reproducción del artículo.

 

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.